Ouvindo o Ego

Ressoa pelos caminhos da alma
Uma voz que vem de dentro,
Em que suas palavras não saem em alto tom
Que mesmo assim determinam
o seu bom tom.

Sua métrica não encontra rimas
Só segue sinas que podem te pôr em várias vidas,
Sem precisar vivê-las.
Num abstrato que é moldurado com laços
e pintado com sangue.

Tal voz suplica e insiste ser criadora da vida,
Mas prefiro enxergar só o que há na vida.
Sonhar acordado dá sono e deixa cansado,
E dormir sem sonhos é acordar todo dia exausto

Ser amigo da sua sombra
É ser iluminado pelo brilho da grandeza própria,
Que constrói edifícios que não são derrubados
Nem pela martirizante vontade própria;
É prezar acima de tudo
A transformação da vida numa prosa
Que te identifica
Ante vozes inócuas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s